sexta-feira, 23 de janeiro de 2009

Rosa, Esperança

Coloco aqui matéria publicada no jornal O Mirante, de Portugal, sobre a peça Rosa, Esperança, que tem como tema o câncer de mama. Um trabalho que merece todo o nosso apoio.



Encenador Rui Germano prepara "Rosa Esperança” em Rio Maior.

Primeiro foi a mãe. Ultrapassou um cancro da mama há 26 anos. Depois a amiga Cláudia partiu muito cedo. “Rosa Esperança”, uma peça de teatro encenada por Rui Germano, conta histórias reais de sete mulheres que enfrentaram a doença e vai ser apresentada em Rio Maior.

Um jovem encenador de Rio Maior, advogado de profissão, está a preparar um espectáculo de teatro baseado em histórias reais de mulheres que enfrentaram o cancro da mama. Rui Germano, 37 anos, é o “comandante”, como lhe chamam nos ensaios que decorrem no Cine-Teatro de Rio Maior aos domingos. Elas são sete mulheres com histórias diferentes, mas com uma coisa em comum: o cancro da mama.

O projecto do grupo “Quem não tem cão” (http://equemnaotemcao.blogspot.com/) arrancou em Outubro e vai estrear a 4 de Abril na cidade. Qualquer semelhança com a realidade é intencional. A base é real, mas as experiências estão baralhadas propositadamente. “Realidade e a ficção estão de tal forma embrulhadas que nós próprios já temos dificuldade em perceber se isto foi mesmo assim ou não”, diz o encenador que reuniu as histórias de “Rosa Esperança”. Rosa, nome de mulher e da luta contra o cancro da mama. “Esperança porque é aquilo que todas as mulheres têm quando iniciam este processo”, diz o encenador. A história relata a evolução da doença. A descoberta, a ida ao médico, o medo do diagnóstico, o internamento, a cirurgia e os tratamentos. “Não há aqui traição, nem nem amor, nem suspense”, avisa o encenador.

O texto ainda não está pronto. É um processo em aberto. Uma espécie de laboratório. Todas as semanas há alguém que propõe uma alteração. “A doença fez-me renovar o guarda-roupa”, ensaia Carla Pedro, uma jornalista de 40 anos, residente em Lisboa, a quem o cancro bateu a porta. “O que aconteceu comigo foi que me apercebi da minha mortalidade. E além disso engordei 18 quilos por causa dos tratamentos e tive mesmo que comprar roupa”, diz arrancando gargalhadas entre o grupo.

O humor ajuda a afastar as recordações de um processo doloroso. Como a quimioterapia. “Quando me avisaram que me caíria o cabelo foi o meu marido que disse que me cortava o cabelo. Virei-me para a banheira. Chorava eu e chorava ele”, relata Lina Pereira, 43 anos, residente em Alverca. “As pessoas dizem-me: Lina estás mais bonita do que eras antes”. Ouvem-se frases soltas. De sorrir. E chorar. Saem da peça. Mas são verdades da vida real. “Hoje é um dia, amanhã é outro”.

As mulheres são bancárias, professoras, esteticistas, jornalistas e empresárias. De Rio maior, de Alcobaça, Lisboa e Ovar. Conheceram-se num blog (http://superglamorosas.blogspot.com/) criado por uma amiga do encenador que acabou por falecer. Cristina Jordão, 41 anos, bloguista, também viveu de perto a doença da amiga e ajudou a reunir o grupo. “Elas não são actrizes nem querem ser actrizes. São mulheres normais que têm em comum o facto de terem tido cancro da mama”, diz Rui Germano. Quem não faz parte do elenco participa de outra forma.

A Claúdia, os amigos nunca lhe levaram flores. Compravam-lhes antes vernizes das cores preferidas, recorda Cristina Jordão. Há uns silêncios, que só elas percebem, uns sorrisos e uma lágrima no olho que é mais importante que qualquer palavra. “Essa cumplicidade, aproximação e generosidade é que é importante”. E o que era um projecto só para mulheres com cancro da mama, já tem a participação de alguns maridos. “Os homens participam “isto de uma forma silenciosa. O cancro da mama não é uma doença individual. É uma doença da família”, explica o encenador que há 26 anos acompanhou o processo de doença da mãe (ver caixa).

O projecto não acaba com a peça. Há uma ideia para um livro e uma digressão que o grupo quer que aconteça, tal como um ciclo de sessões fotográficas. No quadro final elas vão ser vestidas por sete costureiros portugueses. “Elas querem que sejam homens”, anuncia Rui Germano a quem interessa passar a mensagem destas mulheres utilizando o teatro.

Cacilda ou uma história de sucesso.

Foi há 26 anos. Em Agosto. Cacilda Germano sentiu um nódulo e procurou o médico. Encaminharam-na para o IPO. “Na altura isso era sinónimo de cancro e de morte”, diz Cacilda Germano, hoje com 68 anos. Menos de quatro meses depois estava a ser operada. Mas a intervenção não foi fácil. A família foi o porto de abrigo. Mais de duas décadas depois está bem de saúde para contar a história. A empresária do ramo avícola, residente em Rio Maior, é a mãe do encenador de “Rosa Esperança”. E foi literalmente um dos motores da ideia.
“Estão a ser muito falados casos envolvendo figuras públicas. Diz-se que o cancro da mama é uma doença, mas que é uma questão de tempo e que se ultrapassa, mas infelizmente não é assim. Há pessoas que não conseguem ultrapassar. Felizmente é uma minoria”, ressalva Rui Germano que acompanhou o processo de uma amiga que não conseguiu vencer a doença. “O cancro da mama não é uma constipação”.

37 comentários:

Anônimo disse...

Oi Maisa, espero que estejas melhor. Obrigada por comentares no meu blog.

Cris

Nela disse...

Olá Maísa, antes de mais, como está essa gripe e as outras ites todas???
Toca a despachar... Há uma limpeza de mazelas para fazer...

Mais uma vez, obrigada pelo apoio ao nosso projecto, a todos os níveis, incluindo aquele lindo postal que já espreitámos!

Muitos beijinhos

Lina Querubim disse...

Beijokassssssssss grandes e as melhoras :)

laura disse...

*****

Estive a ler os teus postes anteriores e achei engraçado dizeres que tinhas encontrado no hospital o quarto "geladíssimo, 21º" .
A nossa temperatura (eu moro no norte de Portugal) hoje na rua, dia 15/16º e à noite 11/12º.
Em casa tenho aquecimento e regulo o termostato para os 20º.
Tem de se poupar a energia...
Mas nós estamos habituados e até este bocadinho de terra mete inveja a esta Europa que está toda "GELADA" cheia de neve.

Espero que todas as tuas "ites" já tenham passado.

Por agora, beijinhos.
laura

Gatapininha disse...

Olá Amiga, espero que a gripe já tenha ido. Aproveita para carregar energias e descansares.
Assim estarás forte para venceres mais esta batalha.
Força!
jokas grandes
Sandra

Cristina J. disse...

Oi May,
Melhor da tus "ites"?!!!!

Espero que o descanso estaja a fazer o seu papel: dar-te condições fisicas para enfrentares a cirurgia e tratares as mazelas.

Já espreitei, também, o motivo dos teus segredinhos com o Rui Germano... lindo, muito bonito o que fizeste. Obrigado.

Bjinhos e as melhoras para ti

IsaLenca disse...

Mas o que será que andam prá aí a congeminar? Estou cheia de curiosidade!
As melhoras e bom fim-de-semana.

May Alek disse...

Olá a todas!
As coisas por aqui andam um pouquinho difíceis. Há uma febre persistente e irritante, mas estou medicada e logo estarei de volta.
Agradeço a força e o carinho.
Beijos

Ah, Laura, só para você compreender, 21 graus no Rio é já praticamente temperatura de inverno. Por isso os europeus se apaixonam pelo país, dentre outros motivos, é claro.
Beijinhos

carla disse...

Maisa, espero que essa febre passe logo, logo. Num instante! Obrigada pelo teu apoio desse lado. Conta connosco deste. Um grande beijinho*

Cristina J. disse...

Então May?
Já estás sem "ites"?

Quando voltares ao SPA diz-nos ok?
Tudo de bom para ti.

Bjinhos

Lina Querubim disse...

Olá May estás melhorzita????
ESpero bem que sim :) Beijinhos e força

IsaLenca disse...

Esta net é mesmo maravilhosa!
O projecto está lindo, lindo!
E já estás melhor?
Novidades?
Bjs

NATTY disse...

May, antes de tudo espero que esteja a recuperar com sucesso, isso é sem duvida o mais importante, e agora quero felicita-la pelo Post que fez para a divulgação da Peça "ROSA ESPERANÇA", que está muito bem conseguido, tanto no conjunto das cores, como na disposição, esta 100% BELO, se não é profissional! parece...
UM GRANDE XI-CORAÇÃO.
Natty

Anônimo disse...

Olá Maísa, espero que já se sinta melhor.
Beijos
Vanda

Lina Querubim disse...

Beijokas, as melhoras e um feliz fim de semana! :)

Nela disse...

Beijinhos Maísa e bom fim de semana.

Lia disse...

Olá Maisa,
espero que tudo esteja a andar.
Beijocas cheias de Luz e bfs.

Cristina J. disse...

Jokinhas e bom fim de semana May

Lina Querubim disse...

Olá ofereço-te o selo que está no meu blog! Podes copiar, e postar!
Beijinhos e bom fds

laura disse...

*****

Olá linda!

Aqui chove......... tudo alagado, vento......... tudo pelo ar.

Mas vem aí a Primavera!

Dá noticias, que a gente gosta de saber de ti.

Beijinhos,
laura

Lina Querubim disse...

Vim dar um beijinho de boa noite e desejar boa semana :)

Anônimo disse...

Um beijinho para a May, espero que esteja tudo a correr bem e uma boa semana, com muita FORÇA.
Natty

Lina Querubim disse...

Que lindos os Golfinhos eu gosto muito deles bem...qual o animal que não gosto?? iihiihiih
Beijinhos e boa semana!
Já estás melhor???

IsaLenca disse...

Passei para ler novidades. Espero que já estejas ok das gripes e constipações.
Bjs

Carmen disse...

Um beijinho.
Carmen.

Anônimo disse...

* Mais uma estrela para pedir por todas nós...
Descansa em paz, Salvador

Anônimo disse...

Boa tarde May, como está você?
Espero que embora em silêncio esteja tudo a correr melhor
Beijos
Vanda

Cristina J. disse...

Olá May...
Como estás? Já estás bem para seguir com a cirurgia?

Diz-nos alguma coisa, ok?
As melhoras para ti

Bjinhos

Lina Querubim disse...

Olá May, não ficás-te ofendida com aquilo que escrevi no blog das SG não soube dizer o que realmente queria e troquei-me toda!
Acho que já escrevemo-nos á bastante tempo para saberes mais ou menos como sou...:( se ofendi desculpa!
Beijinhos e espero que estejas boa para te despachares duma vez por todas dessa operação e ficares bem!

IsaLenca disse...

A Lina é mesmo uma maluca mas é uma querida!

mari-lou disse...

Olá Maisa, passei para te desejar rápidas melhoras que tudo passe depressa.

Bjs.

Anônimo disse...

Helo Brasil, está aí alguem?
Como está você Maya?
Vanda

Cristina J. disse...

May, meu bem?!!!!

Tudo bom com você?
Passas nos nossos blogues mas não nos dizes como estás...nem quando voltas ao SPA... apenas que estão 35º aí no Brasil!
Assim não vale.
Aqui faz um frio e chove a potes, um horror mesmo.

Bjinhos grandes e as melhoras

NATTY disse...

May, espero que esteja bem, dentro dos possiveis!espero esteja com pensamento positivo e também feliz pelas noticias das amiguinhas que ajudam a dar coragem.
Muita FORÇAAAAAAAA e um GRANDE BEIJINHO.
Natty

Loulou disse...

Oi Maisa, está tudo bem por aí?

Um grande beijinho

Anônimo disse...

May, minha linda, já me está a nas cer outro cabelo branco de tanta preocupação,está tudo bem consigo?
Beijinhos May e não se esqueça só tenho 36 anos e não é bonito com esta idade andar para aí a passar uma cabeleira branca....
Diga alguma coisa, por favor
Outro beijo
Vanda

NATTY disse...

May, passei para deixar um beijinho, desejar muito bom fim de semana e espero que esteja em boa recuperação.
Natty