domingo, 12 de julho de 2009

Aniversário da mãe e outras notícias

Amigas e amigos,

No sábado passado, dia 4 de julho, minha mãe fez 77 anos. Preferiu não fazer festa, mas a data não passou em branco. Fizemos um almoço em família, em sua casa, com as três filhas, três netos, o mais novo não pode comparecer, as namoradas e os genros. À tarde, cantamos "parabéns", com bolo e salgadinhos. Ela estava radiante, muito feliz, parecia uma menininha, até deu pulinhos na hora da cantoria! Minha mãe sempre foi uma pessoa alegre, vivia cantarolando e continua assim até hoje. Deixo aqui algumas fotos.



Levei uma semana para fazer essa postagem! No sábado à noite, quando voltei pra casa, encontrei nosso gato doentinho. Até resolver o problema, foram três dias de preocupação e cuidados com o Botero. Agora ele já se recuperou, mas continua tomando antibiótico. Uma glândula inflamada o deixou praticamente mudo e imóvel. Se há uma coisa da qual quero distância é a doença! Céus, estou esgotada com relação a este assunto! E Botero, ao longo dos seus dez anos, sempre foi muito saudável e lindo!



Quanto a minha recuperação da cirurgia... a coisa está lenta. Tenho gânglios inflamados nas virilhas e nas axilas. Caminho a passo de tartaruga. Saio à rua e sinto provavelmente o que devem sentir as pessoas que têm alguma deficiência física. Como os seres "normais" correm e esbarram uns nos outros, sem ao menos se desculparem! As calçadas têm mais perigos do que pode supor a nossa vã imaginação! Além dos buracos e outras falhas no calçamento, há crianças aos saltos, estudantes em bandos com as cabeças nas nuvens, bicicletas voando ao nosso lado, e a nossa sensação de impotência e de diferença! Há diferenças que provocam dor e nesse momento desejamos ser iguais. Quero voltar a andar como antes! Será que ainda demora muito? O corpo diz que sim, minha cabeça diz que não. Sei que estou muito ansiosa, principalmente sabendo que estou livre do câncer, penso que posso voltar à vida normal. Não é bem assim, preciso ter ainda alguns cuidados, evitar lugares com muitas pessoas, afinal a gripe suína continua em evidência, não posso viajar, não posso isso, não posso aquilo... Estou cansada de estar em casa, de passar a maior parte do tempo sozinha... Estou tão cansada e ao mesmo tempo tenho tanta energia... Por isso quase não escrevo, não posso ficar muito tempo sentada... Ah, que coisa chata! Com tudo isso, também eu estou muito chata... e chorona.

Ontem assisti, pela TV, é claro, ao show do Roberto Carlos, em comemoração aos 50 anos de carreira. Ainda muito jovem o ouvia e vi seus filmes. Assim como ouvia Michael Jackson. Curiosamente, a música tem um espaço restrito na minha vida, porém algumas tiveram sua importância. Ouvindo RC cantar, me vi retornando ao passado, detalhes tão pequenos... debaixo dos caracóis dos seus cabelos (acho que ele não cantou esta, mas lembrei-me)... e encontrei lá alguns sonhos juvenis... que não se realizaram. Que merda! Acabei chorando mais uma vez. Odeio quando as lembranças entram assim, sem pedir licença. Sempre fui mais do futuro, do que do passado, e a semana que se foi assemelhou-se terrivelmente a um daqueles filmes em que o protagonista repensa sua história de vida, tipo balanço existencial. Exercício doloroso, este, todavia necessário. Há mudanças que precisam ser realizadas! Mas vou pensar sobre isso amanhã. O domingo se despede após ter me visto passar o dia inteiro de pijama novo de inverno, cor de rosa (passei a gostar desta cor), ouvindo o vento debater-se contra as janelas. E foi um fim de semana de convites! Paciência, dias melhores virão. E estarei mais no presente.

Para terminar, um agradecimento especial às amigas e amigos do CEAM que me presentearam com uma linda cesta de café da manhã, também no sábado passado, para comemorar minha volta ao mundo da saúde. Foi uma surpresa maravilhosa!



Beijinhos e uma boa semana para vocês. Cuidem-se bem!

17 comentários:

Alda disse...

Olá Maisa,
Parabéns à mãe atrasados!
E que família linda você tem amiga!

A recuperação vai lenta, mas devagar se chega ao longe, é preciso ter paciência.
Tu vais conseguir, mão fiques triste!
Beijinhos, e uma boa semana.

IsaLenca disse...

Olá Maysa: a tua mãe está muito gira e parece mais nova...não acredito que seja efeito do Photoshop!! E festejar com a família já foi uma verdadeira festa. E esses bocadinhos são bem gostosos!

Quanto à recuperação irás chegar a uma altura em que um sorriso há-de aparecer na tua cara ao relembrares e constatares que estas tuas dificuldades de agora foram ultrapassadas. Quem já passou por tanto não pode esmorecer agora. E todas as pessoas fazem um balanço da sua vida e devemos apenas pensar nas coisas e factos bons da nossa vida. O feito maior - seres mãe e teres um filhote junto de ti, já homem é com certeza o suficiente para abafar todas as outras etapas que não alcançaste. Teres uma família unida que te apoia e te mima... há lá coisa mais importante! E é para estas coisas boas que deves olhar e recordar. Porque "recordar é viver"!

Daqui até Setembro ainda faltam muitos dias. Até lá descansa, recupera aproveita os mimos e depois - só se a Gripe andar mesmo por aí e nos impedir- toca a passear.
Bjs

Nela disse...

Parabéns a mãmãe! Muitos anos de vida e com muita saúde.

Para ti, Maysa, votos de boa recuperação. Que não é rápida, nós sabemos... Mais um bocadinho de paciência. Vale o esforço!
Beijinhos

Isa disse...

Olá Maysa, parabéns para a tua mãe. A minha mãe também fazia anos a 4 de Julho, uma semana antes de mim!
Que bom reunir toda a família para esse evento, e a tua mãe é linda e as filhas são maravilhosas!
Não desanimes pela recuperação estar a ser lenta, vais ver que tudo leva o seu tempo, mas no fim vai ficar tudo bem como dantes.
Obrigada pelos parabéns que deixas-te no meu blogue, e esperamos-te em Setembro
Beijinhos
Isabel Alegria

Liliana disse...

Parabéns por tudo. Pela mãe linda, pela vitória ao bicho, pela sua força, pelo texto maravilhoso que acabei de ler, por ser quem é (maravilhosa)e pela amizade que transmite. Não há mares nem oceanos que criem distância possível, quando as pessoas falam das profundezas do seu coração.
Beijinhos

Ana Maria Santeiro disse...

gosto sempre de comemorar o meu aniversário. sempre ivento uma moda, pequena que seja.

Parabéns para a mamãe.

Fiquei contente de encontrá-la no chorinho da São Salvador. É uma boa programação para nos tirarmos de casa e, ao mesmo, tempo, nos fazermos sentir em casa.

Posta uma foto de você de pijama prink. Essa cor certamente combina muito bem com a sua cor de pele. Eu gosto muito de rosa.

beijo e boa semana.

PS: Você já pensou em meditar?

Lina Querubim disse...

Olá May
Parabéns para a Mamãe já devo estar atrasada mas estive fora :) que esta data se repita por mais anos e sempre com ela a cantarolar. A minha Mãe também era assim :).
As melhoras do Peludinho!
E para ti recuperação na totalidade mas é lentinhda...eu sei mas " devagar se chega ao longe" por isso calma que você chega lá ;)
Adorei as fotos beijokas para todos!!!

Lina Querubim disse...

* lentinha

Lou Magalhães disse...

Olá, querida! Desculpe-me, mas acho que você poderia esquecer o balanço, por enquanto, e relaxar nesse período de recuperação da cirurgia.
Você está curada e essa é uma conquista principalmente sua, pela força e coragem que você imprimiu ao tratamento.
Saiu de uma guerra, amiga, vitoriosa, mas precisando se recuperar física e emocionalmente.
Tem todo o direito de adiar as chatices e viver light, um dia de cada vez.
Imagino que a ansiedade bate forte, então tenta pensar que é mais fácil fazer primeiro as primeiras coisas, cada uma ao
seu tempo.
Penso que a sua experiência, tão bem-sucedida, poderia ser compartilhada e você, como boa dona da língua e da palavra, poderia pensar num livro.
Você vai pensar: Mas eu acabei de falar no post que não consigo ficar muito tempo sentada!
E eu respondo: faz um arquivo de voz, grava, por enquanto, depois digitaliza.
Se achar chato contar a experiência por agora, cria uma história engraçada, ria um pouco de si mesma ( e dos outros também), mas não perca a paciênmcia e principalmente a força criadora, é ela que nos garante uma vida plena, rica,
cheia de novidades.
Estou por aqui a qualquer hora, ok? beijos
PS. Parabéns para a sua mamãe
Dá uma olhada no meu blog, comentalidades.blogspot.com

justme disse...

Como vale mais tarde que nunca: parabéns à mãe. Espero que o gatinho já esteja melhor, é sempre um stress quando temos um amigo dessa idade e de repente adoece. Também tenho certas músicas que apelam à nostalgia, apesar de eu não querer. A recuperação vai lenta mas vai, não é May? Imagino que gostaria que fosse mais rápido, para deitar tudo para trás das costas rapidamente, mas é mesmo assim, quanto mais perto do final, mais impacientes ficamos (é fácil opinarmos). Tudo de bom para você e um beijão.

Mimas disse...

Parabéns à encantadora mamãe!

E para ti May, uma recuperação suave...gostei do que a Lou Magalhães sugeriu.

Um abraço grande.

May Alek disse...

Não dá pra ficar triste por muito tempo quando se tem amigas assim: atentas, rápidas nas respostas, encorajadoras, inteligentes, carinhosas... Vocês são muito queridas!

Não é photoshop, não, Isalenca. Minha mãe realmente não aparenta a idade que tem!

Lou, a ideia do livro até existe, tenho algumas anotações, o próprio blog me parece já ser um início, ou meio, sei lá. Vamos ver se a ideia se concretiza... Quem sabe, você faz as ilustrações, hein?
Adorei seu blog, vou voltar para comentar, ok?

E já estou me sentindo melhor das perninhas! Ontem à tarde fui ver o mar de Ipanema, as vitrines, as pessoas bonitas. O mar estava azul azul, lindo! Senti-me muito bem.

Obrigada! Beijos para todas.

Cinda disse...

Olá May. Parabéns à mãezona.
É tão bom ter uma mãe por perto...
O teu gato é lindo, como o seu olhar.
Agora a tua recuperação, vai ser um bocadinho mais lenta. Sei que queremo tudo rápido, pois também sou assim. Neste caso vai ter que ser meso devagar. Gostei da sugestão da Lou, e como não podendo estar muito tempo saentada, vai falando para o gravador e logo mais transpões para o papel.
Que bom é ver o mar...isso va-te ajudar mais, eu sei.
Um beijo do tamanmho do mundo.
Cinda

Anônimo disse...

Olá Maysa
Parabéns atrasados á tua mãe.
Fiquei muito feliz de tudo estar a correr bem consigo e sabe aqueles cabelos brancos que estavam a crescer, pois é já foram....heheheh
Vai tudo correr bem agora, calmamente a sua vida irá voltar ao normal.

Estou muito feliz por si.

Beijos

Vanda

Iolanda disse...

Oi, Maísa:

É muito bom ver você se recuperando, Espero que Botero fique bem logo. Parabéns para sua mamãe. com saúde.

Muitos beijos.

IsaLenca disse...

Passei para desejar uma boa semana e que a recuperação continue de "vento em popa"! Bjs

Gatapininha disse...

Oi Maisa
Parabéns à mãe atradados.
que contes muitos mais anos em sua companhia.

Quanto à recuperação, vais ver que logo logo estás a dar pulos de alegria :)

jokas grandes